21 de dez de 2009

A nova ortografia - um ano depois | New Brazilian Portuguese spelling - one year later

[For my English speaking readers: please scroll down for information in English or use the Google translate box on the right to have a rough idea of the content of this post.]


Um ano depois, a reforma ortográfica da língua portuguesa ainda gera confusão e polêmica. Vou fazer aqui um pequeno apanhado sobre o assunto.

O acordo foi assinado pelos países da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa): Brasil, Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e Timor-Leste. No Brasil o acordo foi assinado pelo presidente Lula em 28 de setembro de 2009, com prazo para entrada em vigor até início de 2013. Apesar do prazo extenso, a mídia em peso adotou o acordo a partir de janeiro deste ano. Houve pouca controvérsia no Brasil - mais uma daquelas coisas que acontecem por aqui, em que o povo não foi consultado, mas aceita sem se importar muito. Alguns intelectuais se opuseram, mas são vozes solitárias.

Já em Portugal a coisa é diferente. O pessoal foi muito mais veemente - o povo em geral rejeitou o acordo. Para Portugal, as mudanças são mais extensas que para nós. Mas não é só isso. A ideia do acordo é "unificar" o idioma - a grafia do idioma. Como se unificando a ortografia o modo de usar a língua fosse, magicamente, ser unificado também. As diferenças entre português do Brasil e de Portugal, como todos sabem, são inúmeras, passando por vocabulário e gramática. Tanto que um tradutor brasileiro não pode traduzir para português de Portugal. (Ou melhor, não deveria; recentemente vi uma aberração dessas, um texto que o tradutor europeu jurava que estava traduzido para português do Brasil, mas estava num português inexistente, nem brasileiro, nem de Portugal.)

Aqui no Brasil, no entanto, resistir à mudança é impossível agora. Os tradutores profissionais também começaram a usar as novas regras a partir de janeiro deste ano. Com muita dificuldade, pois não havia ainda corretor ortográfico do Word nem dicionários atualizados.

Agora já contamos com muitos recursos. Em outubro, a Microsoft lançou o novo corretor ortográfico, mas somente para Word 2007 - quem usa versões anteriores não vai receber atualização! Numa esperta jogada, a empresa esperou tempo suficiente para que o prazo de atualização das versões mais antigas prescrevesse. A tradutora Val Ivonica explica como fazer a atualização no seu blog.

Mas existe outro corretor muito usado pelos tradutores, o Flip, recomendado pela Val e também pelo Fabio Said.

Muitos sites explicam as regras de forma bem clara, bem mais clara que o próprio acordo ou os primeiros livros lançados sobre o assunto. Vamos a alguns:

- Este da Abril é um apanhado de palavras comuns agrupadas pelas regras - visual, com antes e depois, permite relembrar e fixar cada regra mais facilmente.
- Este aqui é um minivocabulário de palavras mais usadas, para consulta rápida.
- O G1 fez um resumo das regras em uma página, útil e fácil de consultar.
- Aqui, um guia elaborado pela prefeitura do Rio, mais didático e bom para professores e estudantes.
- O Portal da Língua Portuguesa oferece este vocabulário das palavras que mudaram.
- O Ortografa! permite que você digite a palavra ou texto e receba as novas versões das palavras. Mas cuidado, nem todas as palavras ficam certas.

Para quem não quer errar mesmo, recomenda-se o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras. Se você usar o que está lá, ninguém poderá reclamar, é o vocabulário oficial do Brasil. Certo? Errado! Tempos depois de lançado foi (muito mal) divulgada uma errata! Ou seja, além de consultar o dicionário, consulte também a errata e, aí, terá certeza. O encarte com a errata está aqui.

Com tudo isso, não dá mais para escrever União Européia, viu? :-)

Mais informações:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u450170.shtml
http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2008/reformaortografica/
In English:
http://www.globalwatchtower.com/2009/01/06/new-brazilian-portuguese-spelling-in-effect/
http://en.wikipedia.org/wiki/Portuguese_Language_Orthographic_Agreement_of_1990

Nenhum comentário:

Postar um comentário